Relacionamentos

Alguns homens já me tiveram, mas acho que nunca tive nenhum.

Nunca me senti dona de ninguém.

Alguns deles me vigiaram, me toliram…

Eu sempre fui a programada estátua.

A foto sem vida cobiçada no virtual.

Mas a admirada pintura inveja até uma pequena formiga por ela ter afã.

Estou ali presa na moldura de um mundo que eu mesma criei.

Vidas e amores estão num mesmo patamar.

Muitas vezes fui julgada por não vigiara: acusada de não amar.

Mas, se eu sou assim, por que todos insistem em me prender?

Será que existe uma forma livre de amar?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s